clube de jazz  
 
agenda notícias store
 
o jazz jazz brasil ao vivo galeria
 
o jazz
 
 
 
 
 

História

Nessa seção você conhecerá o jazz viajando através do tempo e entrando em contato com suas várias escolas. Viagem que começa no final do século do século XIX com o ragtime e que chega aos dias de hoje mostrando a qualidade e a energia criadora do jazz.

Ragtime

O jazz não surgiu só em New Orleans, outras cidades também viram o seu nascimento, como Memphis, Kansas City, St. Louis, Dallas e de uma forma especial, Sedalia, no estado de Missouri. Sedalia foi a capital do ragtime, o primeiro estilo do jazz. Para lá foi Scott Joplin, pianista e compositor, considerado o maior nome do ragtime, cuja música não contava com a improvisação, mas possuía um swing característico. Continua

New Orleans 1900

No início do século, New Orleans era um caldeirão de raças, povos e credos. E todos eles amavam e praticavam as suas próprias tradições musicais. Lá tudo se ouvia, nas salas e nas ruas: ópera francesa, folk songs, as danças espanholas, marchas prussianas, canções napolitanas, melodias cubanas, ritmos africanos, blues, spirituals, shouts, ragtime e tudo o mais que fosse musical. Continua

Dixieland

Em New Orleans, a prática do jazz não era privilégio dos negros. O jazz "branco" apesar de menos expressivo que o dos negros, tecnicamente era mais bem acabado. As melodias eram menos rebuscadas, as harmonias mais limpas e a sonoridade menos original. Ouvia-se menos aquele sons estridentes, o vibrato constante ou glissandi. Quando esses elementos apareciam na execução, eram usados como artifício interpretativo. Continua

Chicago 1920

Se Nova Orleans engendrou o jazz, Chicago foi sua incubadora. Para lá migraram, provenientes de sua nativa Nova Orleans, os grandes músicos de jazz, depositários de uma arte incipiente, que encontraria na Windy City o terreno cultural ideal para o seu desenvolvimento. Chicago reuniu ao ser redor todo o saber jazzístico de então e foi durante anos a cidade do jazz por excelência. Continua

Swing 1930

Durante o período de 1935-46, que foi a era do swing, músicos como os clarinetistas Benny Goodman, Artie Shaw e Jimmy Dorsey, os trombonistas Glenn Miller e Tommy Dorsey, o trompetista Harry James, o pianista Count Basie, o vibrafonista Lionel Hampton, o baterista Gene Krupa e o inclassificável Duke Ellington não eram somente líderes de populares big bands, mas celebridades internacionais. Continua

Bebop 1940

Em 1940 o mundo do jazz ficou dividido em dois campos superpostos: swing (big bands e alguns combos) e revival do jazz de New Orleans. Alguns jovens músicos que trabalhavam nas orquestras de swing queriam não somente aumentar suas oportunidades no mercado, mas procuravam na música um espaço para desenvolver seus próprios estilos. Continua

Cool Jazz 1950

O Cool (ou West Coast) Jazz surgiu no cenário americano no princípio dos anos 50, e foi sempre criticado ou olhado com reservas pelos historiadores de jazz, particularmente os escritores novaiorquinos que achavam que qualquer estilo significante de jazz desde os anos trinta, nasceu em New York. De fato, Joe Goldberg, em seu famoso livro "Jazz Masters Of The 50's", num capítulo dedicado a Paul Desmond, trata o West Coast Jazz como se não existisse!. Continua

Hard Bop 1950

O hard bop, como o cool jazz e soul jazz , iniciou como uma variação de outroestilo musical, no caso, o bop. Com o crescimento do bop na segunda metade dos anos 40, as estrutura dos acordes, ritmos e de improvisação no jazz se tornaram muito mais complexas. Apesar dos pioneiros serem mestres virtuosos, muito dos seguidores sacrificaram o sentimento pela precisão, emoção por velocidade. Continua

Free Jazz 1960

Corrente musical que nasceu por volta do meado dos anos 50 e se desenvolveu durante os anos 60. Entre seus iniciadores devem ser destacados Cecil Taylor (na costa oeste dos Estados Unidos), Ornette Coleman (em Los Angeles), e Sun Ra (em Chicago). O free jazz configurou-se logo como um 'não estilo', uma espécie de utopia que rejeita qualquer classificação e esquematização formal até o ponto que mesmo o termo com o qual hotel costuma ser indicado foi substituído várias vezes por expressões como new thing, new wave, new music ou new black music. Continua

Jazz Fusion 1970

A palavra "fusion," vaga em si mesma (fusão de que?), tem sido confundida como se fosse um depósito de estilos, quando na verdade, durante os anos 70 houve um vigoroso movimento de mudanças na música americana. Mas, na realidade, o que é fusion? Continua

Pós Fusion 1980/90

No período de 1915-75 a evolução do jazz foi extremamente rápida, alargando as fronteiras e a cada estilo surgia um movimento em direção à uma maior liberdade e/ou sofisticação. Do jazz de New Orleans, classic jazz, dixieland e swing para bop, cool jazz, hard bop, soul jazz, free jazz e avant-garde, a história se transformou de uma forma rápida e lógica. Continua

 
copyright clube de jazz 2004  
cadastre-se   termos de uso   contato   sobre nós