clube de jazz  
 
agenda notícias store
 
o jazz jazz brasil ao vivo galeria
 
o jazz
 
 
 
 
 

Origem da palavra

Uma coisa é certa: a palavra jazz existia na linguagem falada muito antes do nascimento da música. Quem garante são os pesquisadores Peter Tarnony (Les Cahiers de Jazz) e Henry O. Osgood (So This is Jazz).

Outros autores, como Tecker (The Real Americanism) e Harold Wentworth (American Dialect Dictionary) citam os termos gism e jasm, oferecendo várias interpretações: jasm era utilizado nos estados do sul como sinônimo de energia e entusiasmo; em 1860 este vocábulo indicava uma mulher particularmente apaixonada; em 1886 era utilizado para significar valor, força, talento, etc; e no final do século XIX, como sinônimo de virilidade.

Em 1915, no “Lem's Café” de Chicago, o trombonista de Nova Orleans, Tom Brown, apresentou seu grupo como “Brown Dixieland Jass Band”. Quase ao mesmo tempo, Nick La Rocca, Larry Shields e Eddie Edwards formaram o grupo “Original Dixieland Jass Band”, que em 1917 gravou em Nova York o primeiro disco onde aparecia a palavra jass no nome do grupo.

Em 1916, o “Dictionary of Americanism” de Mathews incluía a referência “gastou-se muito para formar a jass band de Bert Kelly”...O próprio Kelly declarou à revista Variety, em 1957: 'Tive a idéia de empregar esta expressão popular do longínquo Oeste, para indicar nosso modo de tocar em 1914”.

Segundo o relato de Kelly, a palavra jass nasceu no Oeste e dali passou a Chicago e depois a Nova York. É possível que tenha sido realmente isso, pois conforme o “Dictionary of Americanism”, Bert KeIly era líder de uma jass band.

Conceito do Jazz

O famoso “Dictionary of Modern Music and Musicians” diz o seguinte:
“O jazz é uma espécie de música de dança negra de origem americana, baseada em ritmos muito flexíveis e, sobretudo, muito sincopados”.
O “Webster's New International Dictionary of the English Language”, comenta:
“Estilo de música americana, particularmente usado no acompanhamento de dança, nasceu do ragtime e se desenvolveu através da assimilação de ruídos excêntricos, pleno de ritmos adequados para dança, alguns frenéticos, outros mais sutis”.
Um pouco mais coerente é a opinião do Brockhaus, em 1931:
“O jazz, unia música de dança moderna que se tornou, praticamente, um estilo musical, nasceu do cruzamento da canção e da opereta anglo-escocesa, com o canto religioso e de trabalho do negro norte-americano, assim como de suas danças de origem africana. O essencial no jazz é sua estrutura rítmica, bastante avançada, com uso constante de síncopes. Muito interessante o seu aspecto sonoro, resultante de um tratamento especial de instrumentos como banjo, bateria e sopros em geral”.
Segundo Jacob Berendt, em “O Jazz – do Rag ao Rock”:
“O jazz é uma forma de expressão artístico-musical que nasceu nos Estados Unidos em conseqüência do encontro do negro com a tradição musical européia. O arsenal harmônico, melódico e instrumental se origina na tradição cultural do Ocidente. Ritmo, fraseado, sonoridade, assim como particularidades da harmonia-blues, são de origem africana, elementos estes, porém, filtrados pela experiência vital do negro nos Estados Unidos”.

Topo da página | Envie a um amigo

 
copyright clube de jazz 2004  
cadastre-se   termos de uso   contato   sobre nós