clube de jazz  
 
agenda notícias store
 
o jazz jazz brasil ao vivo galeria
 
 
colunas
perfil
eventos
lançamentos
entrevistas
acorde final
 

7° Choro Jazz em Jericoacoara

O local por si só já é maravilhoso. E de hoje até domingo, depois das diversões praieiras, sentar na praça e assistir durante seis dias shows de artistas do calibre de Gismonti, Proveta, Badi Assad, Juarez Moreira, Leo Gandelman....

Proveta & Penezzi, Badi Assad, Leo Gandelman, Egberto Gismonti e Juarez Moreira.

01/12/2015 - Materiais de divulgação do evento.

PROGRAMAÇÃO

Local: Praça Central da Vila de Jericoacoara

Terça - 01/12

21:00 – Bandão Choro Jazz

O Bandão Choro Jazz é composto por alunos da Escola que tem aulas regulares, se apresentam na praça Edva Esmerino uma vez por semana e já tiveram oficinas com os geniais Arismar do Espirito Santo, Alessandro Penezzi, Carlinhos Pandeiro de Ouro, Fábio Pascoal, Alexandre Ribeiro, Zé Paulo Becker, Mauricio Carrilho, Laércio de Freitas, Vinicius Dorin, Marcio Bahia, Nenê, entre muitíssimos outros.

22h00 – Proveta e Penezzi
Proveta e Penezzi são dois artistas raros. Por um lado, tocam com a naturalidade de quem fala, tocam com tal virtuose que as ideias musicais parecem transbordar. Por outro, não deixam a música derramada, não há nota jogada fora. Acima de tudo, porém, prevalece a generosidade. Em muitos momentos do disco, ouvimos um Proveta endiabrado, contagiado pela vibração e a energia do Penezzi. Na mesma proporção em que vemos o Penezzi usando a paleta de mil cores que é a assinatura do Proveta. Tudo na maior alegria, tudo no maior equilíbrio.

23h30 – Marcio Resende Quinteto
No Brasil ja tocou(ou gravou) com Toninho Horta,Wilson Simonal,Nana Caymmi,Claudio Nucci,Mario Adnet,Nelson Angelo,Jorge Helder,Adelson Viana,Carlinhos Patriolino,Zé Menezes,Nailor “Proveta”Azevedo,Sizão Macahado,Lula Galvão,Luciano Magno,Fagner,Elza soares,Ednardo,Belchior,entre outros.

Quarta - 02/12

21:00 – Badi Assad

Com mais de doze CDs lançados pelo mundo (‘Rhythms’ (1996) recebeu prêmio de melhor disco do ano pela revista Guitar Player (US); Wonderland (2006) foi considerado pela BBC de Londres um dos 100 melhores álbuns do ano e entrou no 27º destaque do ranking da Amazon.com), Badi Assad também já foi eleita (no mesmo ano em que Ben Harper) uma das melhores violonistas do planeta pela revista Acoustic Guitar (US).

22h30 – Thiago do Espírito Santo Quarteto
Representante da segunda geração musical Espirito Santo, Thiago faz de seu dom razão de existir, e da improvisação, maior exercício na vida. “Alma de Músico | Musician’s Soul” (2014) e “The Jazz Tradition” (2011), os dois mais recentes álbuns do contrabaixista – em meio a uma produção efusiva ao longo de 22 anos de carreira – congregam nos títulos a tradução do ofício eleito. Por seu estilo e técnica singulares, o jovem músico é reconhecido como um dos mais versáteis e originais contrabaixistas em atividade no mundo.

Quinta - 03/12

21h00 – Alexandre Ribeiro Quarteto

O humor musical assinatura estilística do violonista Zé Barbeiro bem como a densidade melódica de composição de Toninho Ferragutti em homenagem à Dominguinhos ganham interpretação airada, dinâmica e precisa pelo quarteto . Passando por composições do próprio Alexandre Ribeiro e de Gian Correa chegam a convidar praticamente uma mini bateria de escola de samba em composição do violonista Edmilson Capelupi, que fecha o disco. Isso sem falar da inesperada Spain de Chick Corea tocada por pandeiro, violão de sete, bandolim e clarinete, abrindo.

22h30 – Leo Gandelman
O humor musical assinatura estilística do violonista Zé Barbeiro bem como a densidade melódica de composição de Toninho Ferragutti em homenagem à Dominguinhos ganham interpretação airada, dinâmica e precisa pelo quarteto . Passando por composições do próprio Alexandre Ribeiro e de Gian Correa chegam a convidar praticamente uma mini bateria de escola de samba em composição do violonista Edmilson Capelupi, que fecha o disco. Isso sem falar da inesperada Spain de Chick Corea tocada por pandeiro, violão de sete, bandolim e clarinete, abrindo. Em 2015, continua com a turnê de “Música de Fronteira, com seus projetos com orquestras e lança o disco “Velhas Ideias Novas – O sax da gafieira ao sambajazz”, comemorando os 100 anos de samba com essa homenagem ao saxofonista Casé.

Sexta - 04/12

21h00 – Charles da Flauta

Músico Instrumentista e compositor, Charles desde a infância fascina qualquer público presente. Mágica, sua flauta hipnotiza e emociona. Dotado de um talento nato, o músico esbanja conhecimento e técnica musical em seus perfeitos improvisos.

22h30 – Egberto Gismonti
A música de Egberto Gismonti abrange uma vasta gama de paletas sonoras, texturas, dialetos musicais e estados de espírito. Pode soar grandiosa ou introspectiva, dramática ou lúdica, nostálgica ou futurista, brasileira ou oriental. Suas composições são concebidas para os mais variados efetivos instrumentais, desde o violão solo até a orquestra sinfônica, passando pelos instrumentos étnicos e os teclados eletrônicos. Entre as principais influências de sua linguagem musical, podemos citar Heitor Villa-Lobos, Maurice Ravel, Django Reinhardt, John McLaughlin, Baden Powell, Astor Piazzolla, o folclore nordestino e do centro-oeste brasileiro, a música indígena e a música indiana, entre outras.

Sábado - 05/12

17h00 – Escola Choro Jazz Sambaíba
18h30 – O espetáculo infantil do Grupo Beco dos Contares, “No Largo do Pixinga”


21h00 – Harvey Wainapel Quarteto

Harvey já tocou com músicos do calibre de Dave Brubeck, Joe Lovano, McCoy Tyner, Joe Henderson, Johnny Coles, e Ray Charles entre outros. Além de trabalhar com estes e muitos outros grandes nomes da música, Wainapel apresentou seu próprio trabalho em 22 países.

22h30 – Pepe Cisneros Quinteto
Pelo talento demonstrado como pianista, compositor e arranjador, inúmeras vezes foi convidado para atuar em shows e gravações com outros expressivos artistas brasileiros e estrangeiros. Entre eles, destacam-se Milton Nascimento, Caetano Veloso, Elza Soares, Marisa Monte, Omara Portuondo (Cuba) , George Benson (EUA), Toninho Horta, Arismar do Espírito santo, Daniela Mercury e Marina Lima, entre outros. Em 2008, formou o grupo Cuba 07 sob sua direção musical. O grupo apresenta uma linguagem moderna de jazz latino, numa interessante fusão entre os tambores afro-cubanos e o jazz.

Domingo - 06/12

21h00 – Juarez Moreira

O show “Juarez Moreira Trio” evidencia a experiência de Moreira (violão e guitarra) em palcos do mundo inteiro, unindo a excelência ímpar do compositor e instrumentista solo com a emoção e lirismo do intérprete, acompanhado pelos exímios instrumentistas: Esdra Expedito “Neném” (bateria) e Kiko Mitre (contrabaixo elétrico e acústico). No repertório, Juarez apresenta músicas autorais e clássicos da música popular brasileira, composições de Tom Jobim, Pixinguinha, Luiz Eça e standards de jazz.

22h30 – Waldonys
Atualmente o talentoso artista tem o aplauso da crítica e, como no dizer de Luiz Gonzaga continua atrevido. Já gravou oito discos próprios e consolidou seu nome junto a importantes cantores e compositores da MBP. Lançou em 1992 seu primeiro disco intitulado “Viva Gonzagão”. Na seqüência, “Veleiros”, “Quem não Dança, Dança”, “Coração da Sanfona”, “Waldonys Canta e toca sucessos nordestinos”.

SITE

Choro Jazz

Topo da página | Envie a um amigo | Voltar para Eventos

 
copyright clube de jazz 2004  
cadastre-se   termos de uso   contato   sobre nós